Estamos Vulneráveis

Estamos Vulneráveis

 

“Não adulterarás.” (Êxodo 20:14)

O sétimo mandamento nos diz para não cometermos adultério.

Muitos de nós podem dizer: “Bem, eu nunca fiz isso.” Mas, em seguida, Jesus diz novamente no Sermão da Montanha: “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” (Mateus 5:27-28).

Claro que, da mesma forma, isso também se aplica às mulheres: o adultério pode se dar olhando para um homem de maneira libidinosa.

Essa palavra que Jesus usa, traduzida como “olhar”, não significa apenas um olhar casual.

Na língua original, refere-se ao ato contínuo de olhar. Neste sentido, a idéia não é um olhar acidental ou involuntário, mas um olhar intencional e repetido.

Jesus não está falando aqui de exposição inesperada e inevitável à tentação sexual. Ele está falando de alguém que deliberadamente se coloca em um local vulnerável. Você que está lendo deve ser adulto e sabe a diferença.

Nós todos vivemos em um mundo mau. Tragicamente, hoje não precisamos ir muito longe para ver coisas sexualmente explícitas.

A televisão é um exemplo e, é claro, há a Internet. Mesmo se você tiver o cuidado de evitar essas coisas em sua casa, quando for a um shopping ou a uma loja verá monitores reproduzindo vídeos, além de propagandas e anúncios em todos os lugares ao seu redor.

Ou seja, nós estamos constantemente expostos a essas coisas.

A pessoa que Jesus está descrevendo como aquela que cometeu adultério em seu coração se coloca intencionalmente em lugar de tentação evidente.

Aqueles que amam a Deus e querem agradá-lo, devem evitar este comportamento. Estas ações estão ligadas principalmente a falta de amor para com o próximo e consigo mesmo. O auto-controle é um fruto do Espírito e dentro da sociedade sem Cristo, também ainda é bem aceito.

Reflita sobre isso. Se este problema te incomoda, ele também te afasta de uma vida mais plena, mas não se desespere, você não está sozinho.

Busque a ajuda de Cristo primeiramente, através da oração e leitura da Palavra, e talvez de um profissional como um psicólogo com direcionamento cristão. Cristo tem a cura! Creia!

Oração

Pai bondoso! Te peço forças para vencer os desafios que o pecado me impõe. São tantos os problemas espirituais e emocionais que cada um de nós carrega. Mas o Senhor levou sobre si os nossos pecados na cruz, e sei que a Tua cura e perdão estão disponíveis! Obrigado Jesus!